Cine PE anuncia filmes que não são inéditos em sua programação

Por guilherme genestreti

O Cine PE anunciou os seis longas que competirão em sua 21ª edição, que começa em 23/5 no Recife. Mas dois desses seis não são inéditos.

Enquanto “Los Leones” passou no Cine BH em 2016, “O Crime da Gávea” já estreou até no circuito comercial.

No meio comenta-se que alguns diretores não inscreveram seus filmes para não ficarem associados ao nome de Alfredo Bertini, criador da mostra e ex-secretário do Audiovisual de Michel Temer.

Diretora do Cine PE, Sandra Bertini diz que os longas podem ou não ser inéditos. “O ineditismo é apenas um critério relevante para a seleção.” Ela reforça que ambos os longas são inéditos ao menos no Nordeste.

Esse não é o único contratempo da presente edição do festival. Nove diretores, de curtas e longas, pediram a retirada de seus filmes da programação, conforme antecipado pelo “Jornal do Commercio”.

O ato, dizem, acontece em protesto contra o que consideram um “discurso partidário alinhado à direita conservadora” na escolha dos filmes. Referem-se à inclusão de “O Jardim das Aflições” entre os longas em competição.

O filme, dirigido por Josias Teófilo, é um documentário centrado na figura de Olavo de Carvalho.

Na foto acima, Simone Spoladore em cena de “O Crime da Gávea”.

Leia mais notas aqui.