Conheça 10 filmes nacionais imperdíveis para assistir em 2017

Por guilherme genestreti

As cinebiografias continuarão em alta no cinema brasileiro em 2017, e as comédias não darão sinal de enfraquecimento. Nos dois casos, porém, mais originalidade: “Bingo” subverte a biografia fidedigna e os diretores Paulinho Caruso, Teo Poppovick (“TOC”), Fernando Fraiha e Jiddu Pinheiro (“La Vingança”) surgem para arejar o gênero do humor

Já “Malasartes” vem com promessa de ser um Tim Burton tupiniquim.

Conheça 10 filmes nacionais imperdíveis para 2017:

‘O Animal Cordial’
No longa de Gabriela Amaral Almeida, o jogo vira para dois ladrões que fazem reféns em um restaurante. Quando: sem data.

‘Bingo —O Rei das Manhãs’
No longa de Daniel Rezende, Vladimir Brichta vive um palhaço com jeitão de Bozo: mulherengo, faz sucesso na TV e se entope de cocaína. Quando: 24/8.

‘O Filme da Minha Vida’
Selton Mello retorna para trás das câmeras e dirige filme sobre um rapaz que retorna à sua cidade natal. Quando: 13/4.

‘Fala Comigo’
Eleito o melhor filme do Festival do Rio, o drama de Felipe Scholl trata de um adolescente que se apaixona por uma paciente de sua mãe. Quando: sem data.

16284234
Tom Karabachian em “Fala Comigo”, de Felipe Scholl (Créditos: Divulgação)

‘La Vingança’
Dois homens caem na estrada rumo à Argentina para lavar a honra de um deles, traído pela namorada. Quando: sem data.

‘Motorrad’
Numa estrada, um grupo de motoqueiros é perseguido por uma estranha ameaça. O filme de Vicente Amorim é baseado em HQ. Quando: sem data.

foto - Motorrad
Guilherme Prates em cena de ‘Motorrad’ (Créditos: Divulgação)

‘Não Devore Meu Coração’
Felipe Bragança escala Cauã Raymond e Ney Matogrosso em uma história sobre conflitos de terra na fronteira com o Paraguai. Quando: sem data.

‘Malasartes e o Duelo com a Morte’
Paulo Morelli enche de efeitos especiais trama sobre matuto (Jesuíta Barbosa) que desafia a Morte. Quando: sem data.

Jesuíta Barbosa em cena de ‘Malasartes’ Créditos: Divulgação)

‘Redemoinho’
Diretor das minisséries da Globo, José Luiz Villamarim adapta obra de Luiz Ruffato sobre amigos que se reencontram. Quando: 9/2

‘TOC’
Uma atriz de telenovelas em crise (Tatá Werneck) tem de se haver ainda com um fã fissurado (Luis Lobianco). Quando: 2/2.

Luis Lobianco em cena de ‘TOC’ (Créditos Fabio Braga/Divulgação)