Heitor Dhalia e Vicente Amorim irão adaptar HQs brasileiras

Por guilherme genestreti

As obras de dois quadrinistas brasileiros ganharão as telas no ano que vem.

Heitor Dhalia (“O Cheiro do Ralo”) ruma para Salvador no segundo semestre para rodar “Tungstênio”, adaptação da premiada HQ homônima de Marcello Quintanilha.

“Imagine um ‘Relatos Selvagens’, mas sem o humor”, diz o diretor à coluna. “É um thriller sobre um caldeirão de tensões, sobre um tema bem violento.”

A trama da HQ gira em torno de vários personagens em situações-limite: um sargento reformado, um traficante, uma mulher em crise no casamento –todos unidos por um crime. “Tungstênio” é uma produção da Paranoid, com coprodução da Globo Filmes.

Já o diretor Vicente Amorim (“Corações Sujos” e “Irmã Dulce”) começa nesta semana a filmar “Motorrad”, na Serra da Canastra (MG). A produção, da Filmland, tem personagens criados por Danilo Beyruth.

O quadrinista paulista é autor de “Necronauta” e “Bando de Dois” e desenhista da Marvel. LG Tubaldini Jr e André Skaf estão na produção do longa.

O filme acompanhará um grupo de motoqueiros forçados a enfrentar a ameaça de algo que os caça numa trilha misteriosa. Carla Salle, Guilherme Prates e Emilio Dantas estão no elenco.

Amorim diz que se sente como “um adolescente que ganhou o direito de realizar um sonho louco e sombrio”.

(COLABOROU LÍGIA MESQUITA)

*

_MG_0181
//AGROBOY Murilo Benício será protagonista de “Divórcio 190”, comédia de Pedro Amorim (“Mato Sem Cachorro”) sobre um casal de produtores de tomate que vive às turras. (Créditos: Guilherme Maia/ Divulgação)

*

Leia mais notas aqui.